domingo, 14 de janeiro de 2018

Larasati no Teatro da Marioneta

A expectativa era enorme. Já sabíamos que Larasati seria um espectáculo pelo qual nos iríamos apaixonar mas foi tão mais que isso.

"Três canções de ninar | Três países : Indonésia, Inglaterra e Portugal | Três meninas: Elizabeth, Teresa e Larasati (que em Português, significa menina bonita. É o nome dado ao Gamelão da Embaixada da Indonésia). Canções de adormecer estrelas é um espectáculo musical interactivo para bebés e para crianças, que explora timbres e texturas resultantes do interlaçar das melodias de três canções distintas mas compostas com o mesmo propósito: fazer adormecer. À voz e ao piano , junta-se esse extraordinário conjunto/orquestra de percussão composta por metalofones, xilofones, gongos e tambores oriundo da ilha de Java, na Indonésia, que dá pelo nome de Gamelão." .. é assim que na página do Teatro da Marioneta começamos por conhecer Larasati. 

No dia marcado lá fomos nós. Estávamos com medo que chovesse, mas tivemos uma doce surpresa, um dia frio de sol. Fomos de autocarro até à R. D. Carlos I e sabíamos que teríamos de subir até ao Museu a pé com todos. Não foi fácil, mas foi possível. As crianças mais velhas da sala da Mariana ajudaram-nos nesta missão, dando a mão a cada uma das crianças da nossa sala. É desta cooperação entre crianças de diferentes idades que vivemos o dia a dia na escola. Pelo caminho alguns colos foram necessários e finalmente chegámos. Lá dentro um pátio interior onde todos puderam correr um pouco, mesmo antes de entrar para a sala onde tudo iria acontecer. 


A Elizabeth e a Teresa levaram-nos então pelo mundo encantado das canções de embalar, por um conjunto de sons e que nos cativaram desde a primeira nota. Depois... depois cada um pode experimentar os diferentes instrumentos que compõem o Gamelão. Que experiência fantástica. No final só queríamos ali ficar a explorar mais um pouco cada um daqueles instrumentos. Regressámos à escola de coração cheio. 


Bravo Larasati!!!

Sem comentários:

Publicar um comentário